Efeito Casca de Laranja: a Famosa Celulite!

Estudar as causas e tratamentos para a celulite tem se tornado cada vez mais complexo. Isso por que esta disfunção está ligada a diversos fatores intrínseco e extrínsecos aos seu corpo. O que temos certeza é que não zeramos a celulite por completo, e sim diminuímos seu grau técnico.


Existem dois principais mecanismos que alter o tecido provocando a celulite: deficiência circulatória (origem genética - microvasos-, pouca ingestão de água, trauma, deficiência do exercício físico aeróbico), e acúmulo exacerbado nas células de gordura, os adipócitos. Ambos os mecanismos promovem lentidão do funcionamento do sistema linfático, ou seja, os vasos linfáticos responsáveis pela absorção dos líquidos excedentes do metabolismo tecidual dérmico atuam com sua capacidade reduzida ocasionando o famosos "edema" , " inchaço", onde a olha nu visualizamos as ondulações na pele.


Veja abaixo a classificação da celulite.


Isso quer dizer que somente emagrecer não elimina celulite?! Siim, isso é uma realidade. Quem nunca observou pessoas magras, até mesmo modelos de passarelas, finas e com sintomas de celulite? Esses casos se dão pelos fatores circulatórios, que também possuem uma diversidade de influências além da genética. Por exemplo, hormônios desregulados, baixo consumo de água, flacidez da pele associada, deficiência de minerais e constituintes dérmicos, prática ineficiente de atividades físicas, etc.


Mas afinal qual melhor tratamento para melhor o aspecto celulítico? Como é uma disfunção multifatorial, ela também deve ser tratada com multiterapias. No âmbito da estética dispomos da técnica clássica para diminuir o edema intersticial chamada drenagem linfática manual. Pensando ainda em estímulo circulatório, os equipamentos que produzem calor ou hiperemia também são bem vindos: radiofrequência, endermoterapia, infravermelhos, ultrassom. Quando associado a aumento de gordura local, recursos lipolíticos são indicados: lipocavitação, eletrolipólise, carboxiterapia, enzimas.


Além disso, a rotina fora de cabine é essencial! Boa alimentação e atividades físicas frequentes são fundamentais para potencializar os efeitos do seu tratamento estético. Os cosméticos também aparecem como auxiliares dos resultados, melhor usá-los do que não.


Agora você já sabe um pouco mais sobre os processos para uma perna mais lisinha. Foco para alcançar seus objetivos!


Por: Cristine Gorgen - Fisioterapeuta Dermatofuncional

Crefito: 156670-F

Posts Em Destaque